Notícias

7 de Dezembro de 2021

Campus de Floriano: curso de História realiza Live sobre a contribuição histórica do Jornal “O Popular” para o município

Por Liane Cardoso

“O Popular”, fundado em 1912, foi um dos primeiros jornais de Floriano e o de maior circulação durante a primeira metade do século XX. O noticiário apresenta questões relevantes da época, visto que o município foi elevado à categoria de cidade em 1897. Por isso, pesquisadores da Universidade Estadual do Piauí realizam estudos sobre o jornal a fim de compreender o contexto histórico, econômico, político, social e outros aspectos da região.

Através do Programa Institucional de Bolsas em Extensão Universitária, a professora Tatiana Oliveira e discentes do campus Josefina Demes, em Floriano, desenvolveram o Projeto “Estudos e Debates em cotidiano, história e literatura: o jornal O Popular como fonte primária”.

Os resultados obtidos até o momento serão apresentados em uma Live que acontecerá no canal do YouTube do curso de História – UESPI Floriano, no dia 17 de dezembro, a partir das 19h.

A transmissão contará com duas Lives Temáticas

A aluna Rebeca Freitas, estudante do 3º Bloco do curso de História, comenta a seguir sobre a importância do jornal, enquanto veículo comunicação, como objeto de estudo: “O jornal como fonte histórica é incrível para a pesquisa, pois ele aborda temas diversos, além de ser uma fonte de pesquisa inesgotável”, enfatizou.

Projeto PIBEU

O objetivo desse trabalho, conforme explica a professora Tatiana Oliveira, é organizar tabelas temáticas para facilitar a consulta ao jornal. “Temas como História, Literatura e Cotidiano foram os recortes utilizados para a construção das tabelas pela aluna bolsista e pelos discentes voluntários”, disse a docente sobre o direcionamento do trabalho.

Importante destacar que o jornal está originalmente sob a guarda do Espaço Cultura Teodoro Sobral, na cidade de Floriano. Contudo, foi digitalizado, juntamente com outros jornais, que fazem parte do acervo do mesmo espaço.

Programa de Extensão Velho Monge

Para o coordenador do Programa Velho Monge, professor Daniel Castello Branco Ciarlini, cada pesquisa e ação do grupo revela um pouco mais sobre a História da Imprensa em Floriano. Ele esclarece que antes de 2019 poucas eram as informações a respeito da cultura e do noticiário jornalístico no município.

“Antes da recuperação das fontes primárias da cidade de Floriano, ocorrida em 2019, a partir de uma parceria do Núcleo de Estudos em Sociedade, Imprensa e Literatura Piauiense da UESPI com o Centro Cultural Sobral, a história da imprensa na cidade e sua vida cultural em princípios do século XX ainda eram obscuras. Por isso, analisar suas páginas é acessar a formação de Floriano em diversos aspectos: histórica, literária, religiosa, econômica etc”, pontuou o profº. Daniel Ciarlini, doutor em Literatura e docente do curso de Letras Português na UESPI.

Edição do jornal “O Popular” em 1920

O Programa de Extensão Velho Monge é realizado desde 2020 e através dele já foram produzidos artigos, cursos e ações extensivas. Agora, o grupo está catalogando as imagens das edições do jornal e em breve criarão um repositório virtual para que todos possam ter acesso às páginas do noticiário do século XX.

Seu curso tem um projeto bacana e quer ver ele aqui no site da UESPI?
Envie informações à Ascom para o email: comunicacao@uespi.br

Siga a #NossaUespi nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram e Youtube.