Notícias

25 de Novembro de 2021

Estagiários do NUTI explicam a importância da Doação de Sangue para as alunas do programa

Por Maria Visgueira

Hoje, dia 25 de novembro, é comemorado o Dia Nacional de doadores de Sangue. Os estagiários de medicina, do Núcleo de Atividade Física para a Terceira Idade (NUTI), produziram um vídeo para explicar a importância da doação de sangue para os alunas do programa.

A data objetiva conscientizar e informar a população sobre a importância de doar sangue, além de servir como homenagem para aquelas pessoas que dedicam um pouco do seu tempo para a doação.

Segundo o estudante de Medicina e estagiário do NUTI, Rafael Magalhães, a data foi criada em 1964 , o dia foi escolhido também é o mesmo de criação da Associação Brasileira dos Doadores Voluntários de Sangue (ABDVS), como homenagem feita pelo presidente Castello Branco.

Rafael Magalhães explica que “a doação de sangue é um ato voluntário de extrema importância, por que no nosso sangue existem três principais componentes: os Glóbulos vermelhos ou Hemácias: que são células responsáveis por carregar o oxigênio para todo nosso corpo. Os glóbulos brancos ou leucócitos são as células de defesa do nosso organismo, e, as plaquetas que ajudam a controlar o sangramento que podem existir”.
O acadêmico também pontua que com uma única doação de sangue é possível contemplar até mesmo 4 pessoas. Uma bolsa de sangue equivale a 450ml, esse sangue pode ajudar na defesa de pessoas com indicação para transfusão. “O sangue vai ajudar no aumento de Hemoglobina, permitindo que a pessoa consiga carregar o oxigênio para todo corpo e para ajudar no controle de sangramento de pessoas com plaquetas baixas”, explica.
Para se tornar um doador tem que ter entre 16 a 69 anos. A primeira doação não pode ser feita acima dos 69 anos. Nem todas as pessoas podem doar sangue, existem alguns critérios estabelecidos para quem vai doar, como o peso abaixo da média.

Para realizar doação de sangue é feita uma tríade no paciente que tem intenção de doar, perguntas referentes, a saber, se o sangue é seguro, saudável, pois algumas doenças são transmitidas pelo sangue.

O estudante afirma: “Algumas doenças são transmitidas pelo sangue : hepatites B e C, O vírus HIV, e a doença de Chagas. Pacientes que já tiveram ou têm essas doenças não podem doar sangue. Algumas pessoas não podem doar sangue permanentemente, como é o caso de pessoas que já tiveram essas doenças, algumas temporariamente, devido a ter tomado vacina recentemente, ter colocado piercing, feito tatuagem”.

Na terceira Idade é permitido  doar sangue, no entanto é recomendado é que a seja feita até os 69 anos, após isso o Hemopi (Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí), não recomenda que seja mais feita a adoção.  Além disso, é importante que a pessoa já tenha começado a doar antes dos 60, são algumas das condições estabelecidas pelo centro de doação de sangue.

A aluna da UNATI Lucineide do Nascimento, 59 anos, revela que nunca doou sangue , mas alerta sobre a importância. “Ajudar quem está precisando é de extrema relevância”, afirma.

Se você tem entre 16 a 69 anos, pesar mais de 50 kg e estar saudável, compareça ao HEMOPI localizado na Rua Primeiro de Maio, 235 – Centro (Sul), Teresina – PI, 64001-430, ao lado do Hospital Getúlio Vargas. Doar é um ato importante.

Seu curso tem um projeto bacana e quer ver ele aqui no site da UESPI?
Envie informações à Ascom para o email: comunicacao@uespi.br

Siga a #NossaUespi nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram e Youtube.