Notícias

14 de Setembro de 2021

Campus de Parnaíba: Pesquisadores produzem biodigestores com rendimento equivalente a um botijão de gás

Por Liane Cardoso

No campus de Parnaíba, a aluna Karolayne Caetano e o Professor Valdinar Bezerra, do curso de Agronomia da Universidade Estadual do Piauí, desenvolvem um projeto de implementação e dimensionamento de biogás e biofertilizantes, a partir de biodigestores econômicos produzidos com materiais de baixo custo.

A novidade é que os pesquisadores quantificaram o rendimento do gás e comprovaram a economia que os biodigestores trazem para as propriedades rurais; além disso, já começaram a instalação do segundo biodigestor.

“A técnica de utilizar biodigestores para gerar gás acontece há muito tempo, contudo, são equipamentos caros, por isso buscamos inovar com um biodigestores mais econômico”, explicou o profº. Valdinar Bezerra. De acordo com o docente, a viabilidade econômica do primeiro modelo implantado – na Ilha das Canárias – já está rendendo gás para o sustento de uma família. Por dia, o Biodigestor gera quantidade de gás suficiente para duas refeições; e em 64 dias, produz a quantidade de gás equivalente a um botijão de gás convencional.

Os biodigestores são feitos manualmente, com materiais de fácil acesso, tais como: bombonas, encanação, tambor, cola, etc. Para produzir o gás são usados material orgânico como dejetos de animais.

Instalação do Primeiro Biodigestor na Ilha das Canárias, Parnaíba

A discente que executa o projeto explica que o segundo modelo, implantado no assentamento Canaã em Parnaíba, tem dimensões maiores e é semelhante ao primeiro modelo. “O segundo biodigestor já está produzindo gás, mas estamos finalizando a instalação, para que o gás possa ser utilizado”, informou Karolayne.

Implantação do 2º modelo de Biodigestor

Benefícios

Nas comunidades onde instalaram os equipamentos, a lenha era utilizada como matéria-prima para gerar gás. “Isso gerava diversos problemas de saúde, como a tireóide, por causa da fumaça. Além do impacto ambiental que isso causava, devido ao uso da madeira”, disse o orientador da ação, prof. Valdinar. Além dessa contribuição, o biodigestor reduz os gastos da compra do botijão de gás.

Segundo o professor, a criação de porcos nessa região é comum, por isso aconselha os proprietários a criarem os animais em cercados, para assim poderem reaproveitar os dejetos suínos na produção de biogás.

O projeto foi desenvolvido durante o PITIBI 2020/2021. Os pesquisadores estão agora elaborando uma cartilha com instruções para a montagem e instalação de Biodigestores econômicos em comunidades rurais.

Veja também: Live sobre o funcionamento dos biodigestores

Seu curso tem um projeto bacana e quer ver ele aqui no site da UESPI?
Envie informações à Ascom para o email: comunicacao@uespi.br

Siga a #NossaUespi nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram e Youtube.

scatvids.club A LOT OF CRAP javcinema.com