Notícias

1 de Setembro de 2021

Setembro Amarelo: UESPI reforça a importância do acolhimento e escuta em alusão a campanha

Texto e artes: Dalila de Azevedo Silva | Supervisão: Indira do Vale

 

Setembro Amarelo

A gente cresce ouvindo da  família que o bem mais precioso que temos é a vida, essa é uma das mais belas verdades. Entretanto, como fazemos para contemplar essa dádiva tão especial? Sabemos que não é nada fácil: rotina, trabalho, estudos, família, amigos, relacionamentos. Tudo isso gera um pouco de ansiedade, medo, depressão e, por vezes, leva ao suicídio.

Como surgiu o Setembro Amarelo?

Em 1994, nos Estados Unidos da América, o jovem Mike Emmede dezessete anos, cometeu suicídio. O que surpreendeu familiares e amigos de Mike, que não conseguiram perceber que o garoto precisava de ajuda, o que poderia ter evitado a fatalidade.
Mike era um rapaz muito habilidoso e restaurou um automóvel Mustang 68, pintando-o de amarelo, o que tornou o automóvel conhecido como “Mustang Mike”.
No dia do velório, foi feita uma cesta com muitos cartões decorados com fitas amarelas. Dentro deles tinha a mensagem “Se você precisar, peça ajuda.”. A iniciativa foi o estopim para um movimento importante de prevenção ao suicídio. Em consequência dessa triste história o laço amarelo foi escolhido como símbolo da luta contra o suicídio.

O que dizem os dados

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o suicídio é a segunda maior causa de mortes de jovens entre 19 e 29 anos, estima-se que a cada 40 segundos um jovem se suicida. Falar sobre suicídio é dialogar sobre prevenção e amor, só quem sente medo, dor, raiva, aflições e conflitos sabe o desejo de desistir. Mas a vida permite que seja feita um novo roteiro, com histórias belas, sonhos e vontades realizadas.
A professora do curso de Psicologia Najda Pinheiro ressalta que falar temática no meio acadêmico, explicar sobre isso, mostra para as pessoas que elas não estão sozinhas e que todos nós em algum momento das nossas vidas podemos a vir a passar por essa experiência.


O Setembro Amarelo da Uespi entra nessa missão com intuito de acolher, compreender e sobretudo, ajudar. É necessário refletir sobre a valorização da vida e a prevenção do suicídio. Doe um abraço, um ombro amigo, espalhe empatia, solidariedade e acima de tudo, amor. Espalhe amor, seja amor e doe amor. Seja a favor da vida!

E lembre-se, se você estiver passando por um momento difícil, ou conhece alguém que precisa de ajuda, a universidade possui o Serviço de Psicologia Professora Thais Virginia Sucupira Kampf. O Serviço de Psicologia é gratuito e disponibiliza um atendimento especializado para acolher estudantes,  docentes e técnicos da instituição.

O Serviço de Psicologia, situado no Campus Poeta Torquato Neto – Teresina, disponibiliza três tipos de atendimento à comunidade acadêmica da UESPI.
– Atendimento Psicológico Presencial (semanais / quinzenais- SUSPENSOS DEVIDO A PANDEMIA)
– Acompanhamento Psicoterapêutico Semanal (On-line via Google Meet)
– Aconselhamento Psicológico On-line (até 3 sessões via WhatsApp)

Para marcar um atendimento online e gratuito acesse o formulário de solicitação, faça o cadastro e aguarde o contato de um dos psicólogos.

No Brasil também existe o Centro de Valorização da Vida (CVV), com voluntários para conversar  de forma anônima todos os dias durante as 24 horas. O serviço é gratuito e feito pelo número 188 em todo o território nacional.

 

Seu curso tem um projeto bacana e quer ver ele aqui no site da UESPI?
Envie informações à Ascom para o email: comunicacao@uespi.br

Siga a #NossaUespi nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram e Youtube.

scatvids.club A LOT OF CRAP javcinema.com