Prop

6 de Julho de 2021

Estudantes do curso de Inglês realizam trabalhos a partir de livros e séries da Netflix

Por Priscila Fernandes

Você já pensou em utilizar sua série ou livro preferido para a fundamentação de um projeto de pesquisa?

Conciliando o entretenimento e a iniciação científica, alunos do curso de Letras-Inglês estão desenvolvendo projetos de pesquisa utilizando séries da Netflix e livros em seus projetos de pesquisa.  De acordo com os pesquisadores, é o casamento perfeito entre a Literatura com a Língua Inglesa.

Os projetos estão inscritos no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) da UESPI. Ao todo, são quatro trabalhos, sendo esses: “Por ordem dos Peaky Blinders”: as relações de poder na série à luz da corrente marxista; Freud (2020), a série da Netflix: conceitos freudianos à luz da corrente psicanalítica; Black Lives Matter: da vida real para a série When They See Us (2019) à luz da corrente afro-americana e The testaments de Margaret Atwood: os efeitos do poder sobre o feminino à luz da corrente feminista.

A responsável pela orientação dos trabalhos é a professora Renata Cunha. Ela explica que os quatro projetos são fundamentados nos pressupostos teóricos da Crítica Literária enquanto área de conhecimento. A Crítica Literária é composta por vários correntes teóricas como a Feminista, Marxista, Queer, entre outros. Então as proposta de pesquisa, grosso modo, buscam analisar  como um conceito da teoria escolhida está presente e/ou é representado na obra literária escolhida, seja ela livro ou filme.

Ela acrescenta que os trabalhos são fundamentais para compreendermos as formas de pensar, sentir e agir da sociedade, uma vez que ela é a interface basilar da literatura. Ambas estão entrelaçadas e articuladas de tal forma que uma é, em certa perspectiva, reflexo da outras.

“Para mim enquanto pesquisadora colabora para que eu posso compreender fenômenos literários específicos que são fundamentais para meu desenvolvimento pessoal e profissional. Para os bolsistas, além da oportunidade única de colaborar com a produção de conhecimento científico, eles podem se beneficiar economicamente, pois as bolsas remuneradas os incentivam a se dedicar ainda mais aos mundo da pesquisa”, ressalta.

Conheça os projetos de pesquisa dos alunos: 

1) Por ordem dos Peaky Blinders”: as relações de poder na série à luz da corrente marxista

Peaky Blinders é uma série de televisão britânica baseada em um conto épico de uma família gângster ambientado em Birmingham, na Inglaterra, em 1919, logo após a Primeira Guerra Mundial. Realizada pelo Vitor Hugo Sousa Oliveira e pelo João Victor Pereira dos Santos, acadêmicos do 3° bloco de Letras-Inglês da UESPI Parnaíba, a pesquisa objetiva fazer o uso de uma produção artística para explicar fenômenos que acontecem em nossa sociedade, nesta perspectiva, as ideias sobre relações de poder. Os estudantes afirmam que pretendem levar a pesquisa ao mestrado e doutorado.

Créditos: Imagem reprodução Netflix

Os pressupostos marxistas, embora tenham nascido como resposta a uma conjuntura social da segunda metade do século XVIII, estão presentes na conjuntura social contemporânea, refletida nas nossas relações trabalhistas e até mesmo pessoais. Victor Hugo afirma que com a investigação e publicação dos achados parciais da pesquisa, eles almejam fazer com que os leitores e consumidores de tais produções vejam e interpretem sua situação social, a sociedade que estão inseridos, bem como as produções artísticas que os mesmos consomem pelo viés da crítica marxista.

“Analisar a série Peaky Blinders e buscar no seriado as relações de poder entre os personagens sob as lentes da teoria marxista tem aprimorado nosso senso crítico. Logo, por causa dessa pesquisa, quando assistimos a um filme, uma série ou mesmo quando lemos um livro, já conseguimos identificar relações de poder na narrativa, bem como outras temáticas marxistas. Portanto, nossa pesquisa de PIBIC já tem nos transformado enquanto jovens pesquisadores e nos tornado pessoas mais críticas”, relata.

Ele acrescenta que isso é possível pela imersão na Crítica Literária. “A Crítica Literária nos permite fazer isso: analisar, pesquisar e buscar compreender fatos históricos e eventos sociais por meio de uma produção artística, por exemplo. O que é muito legal, porque as novelas, séries e filmes são comuns em nosso cotidiano”, conclui.

2) Freud (2020), a série da Netflix: conceitos freudianos à luz da corrente psicanalítica

A série conta a história de Sigmund Freud, que foi psicanalista que viu suas teorias revolucionárias enfrentarem uma forte oposição de seus colegas do meio. A estudante Hellen Pereira Silva está desenvolvendo esse projeto que envolve os conceitos Freudianos que são apresentados na série e os estudos de literatura com foco na Corrente Literária Psicanalítica.

Créditos: Imagem reprodução Netflix

A graduanda afirma que o seu trabalho contribuirá para a divulgação dos estudos literários com foco na Corrente Literária Psicanalítica, pois é essa corrente literária que é responsável por enxergar além do que a obra e o autor querem mostrar. “São os estudos da literatura psicanalítica que explicam o comportamento e ações dos personagens de uma obra, sejam elas um livro, filme ou até mesmo uma série, como é o caso da minha pesquisa. Por tanto, minha pesquisa pode ser mais uma contribuição para esses estudos”.

Hellen destaca também sobre seu sonho em ingressar em um mestrado e a importância que a pesquisa tem, para ela, participar de um projeto de iniciação científica é de grande importância para quem deseja seguir na área de pesquisa e pode facilitar nos requisitos no mestrado.

“Esse projeto de pesquisa não somente vai agregar valor ao meu currículo, mas também é um dos fatores que me fazem querer continuar pesquisando, já que esse é o segundo projeto de pesquisa que eu participo, o primeiro foi como bolsista voluntária e agora como bolsista remunerada pela UESPI”, conclui a também estudante do campus de Parnaíba.

3) Black Lives Matter: da vida real para a série When They See Us (2019) à luz da corrente afro-americana

A minissérie Whe They See Us (no Brasil, Olhos que condenam) é baseada em uma história real de cinco adolescentes negros do Harlem condenados por um estupro que não cometeram em Nova York. A pesquisa é uma análise da série e as manifestações de racismo estrutural que ocorrem nas cenas.

Créditos: Imagem reprodução Netflix

Laís Cristiane dos Santos aceitou o desafio de criticar e observar esses pontos na série. “Racismo estrutural não é algo novo, mas nos últimos anos teve maior destaque na mídia e sociedade. O racismo estrutural precisa ser estudado, precisamos chamar atenção da sociedade para os problemas enfrentados pelos afrodescendentes, destacando as dificuldades sofridas por essa comunidade. Precisamos questionar ações presentes no nosso dia a dia, pensar o que fazemos que contribuem para essas ações e o que podemos fazer para educar a nós e a todos a nosso redor para que as consequências do racismo estrutural sejam erradicadas”, salienta.

Laís relata que antes do início dessa pesquisa se me perguntava: como as pessoas vão reagir ao ver uma branca falando sobre racismo estrutural? Com as leituras a aluna foi percebendo que isso é de fato irrelevante, que precisamos fazer voz, independente de cor, raça e gênero, o racismo estrutural é algo que todos precisam lutar contra. “Com as leituras, as análises, vídeos, entrevistas eu cresci como pesquisadora, sai da minha bolha e adentrei num mundo desafiador e diferente do que estava acostumada, com 99% da pesquisa realizada e alguns trabalhos já apresentados pude perceber que estudar coisas fora do seu convívio te faz crescer. Saio dessa pesquisa tão desafiadora uma pessoa muito melhor e uma mulher lutadora e questionadora!”, declara a estudante.

3) The testaments de Margaret Atwood: os efeitos do poder sobre o feminino à luz da corrente feminista

The Testaments (Os Testamentos em Portugal e no Brasil) é um romance distópico de Margaret Atwood de 2019. De acordo com Luane de Mesquita e Marcos Vinicius Garcez, a temática feminista encaixa perfeitamente com o livro e é possível observar de forma clara os conceitos do feminismo, permitindo enxerga-los criticamente também no mundo real. Apesar deste projeto não ser sobre uma série, o livro The Testaments, é a continuação do livro The Handmaid Tale’s que atualmente tem uma série televisiva.

Créditos: Imagem reprodução internet

A aluna Luane de Mesquita acentua que o feminismo é de total relevância para o mundo atual, principalmente por ainda existirem estereótipos acerca do feminismo que precisam ser descontruídos. O feminismo foi responsável por trazer à tona reinvindicações políticas e sociais fundamentais para a igualdade de gênero.

“Apesar disso, ainda há muitas pautas e reinvindicações a serem discutidas. Nesse quesito, a pesquisa também desenvolve um papel importante, pois ajuda a discutir essas pautas e reinvindicações, mostrando a relevância do tema”.

Marcos Vinícius Garcez concorda com a colega e acrescenta que pesquisar é ser crítico. Nesse sentido, pesquisar abre portas para novas oportunidades no meio acadêmico. “Pesquisando obras literárias como livros e séries, contribuímos com a produção acadêmica. Uma vez que, com esse projeto de pesquisa, já fizemos apresentações orais em eventos nacionais e internacionais, além da publicação de resumos e artigos. Toda essa produção colabora significativamente com a nossas carreiras de pesquisadores”, finaliza o estudante.

Todas as pesquisas citadas estão inscritas no edital de 2020/2021 e os alunos já estão se preparando para entrega do relatório final em agosto.

scatvids.club A LOT OF CRAP javcinema.com