Notícias

14 de Abril de 2021

UESPI e Sourcetech assinam cooperação para financiamento de pesquisa sobre molécula inibidora da Covid-19

Por Priscila Fernandes 

A Universidade Estadual do Piauí e empresa paulista Sourcetech Química LDTA assinaram, nesta manhã (14), o termo de cooperação para o financiamento da pesquisa sobre moléculas no Jaborandi com capacidade de inibir a Covid-19, desenvolvida  pelo Grupo de Química Quântica Computacional e Planejamento de Fármacos da UESPI.

Na ocasião, estiveram presentes representantes da Administração Superior da UESPI, integrantes do grupo de pesquisa de Química Quântica, da Pró-reitoria de Pesquisa, Centro de Ciências da Natureza (CCN), Núcleo de Desenvolvimento e Pesquisa (NIT), do Programa de Pós-graduação em Química e representantes da empresa Sourcetech Química LDTA.

Representantes falam sobre importância do incentivo à pesquisa nesse momento

O termo de cooperação é direcionado para o financiamento da pesquisa que iniciou com a produção do artigo “In silico study of the interactions of Pilocarpus microphyllus imidazolic alkaloids with the main protease (Mpro) of SARS-CoV-2”. O trabalho, coordenado pelo professor de Química, Francisco das Chagas, foi desenvolvidos pelos  seus alunos de doutorado em Química da UFPI Ézio Raul Alves de Sá,  Allan Nunes Costa e Janilson Lima Souza e a aluna da iniciação científica da UESPI Rayla Kelly Magalhães Costa, com a colaboração do Professor do IFPI doutor Ricardo Martins Ramos.

O reitor Evandro Aberto destaca que é muito importante no momento em que vivemos a universidade estar envolvida diretamente em iniciativas de pesquisa que visam inibir o Coronavírus. “Nos orgulha muito fazer parte de uma história que está apenas começando. O professor Francisco das Chagas está desenvolvendo um trabalho muito grandioso que temos muita expectativa! Esperamos que seja a primeira, de várias parcerias em pesquisa que a UESPI fará com a empresa”, pontua.

Francisco das Chagas, coordenador da pesquisa, acrescenta que é com muita alegria que o grupo realiza a parceria. “Nosso grupo de pesquisa se anima em receber essa confiança da empresa, tendo em vista que o trabalho que desenvolvemos é pioneiro e desafiador. Vivemos em um período difícil, mas é com a ciência e pesquisa que podemos transformar essa realidade. Já tive experiências com outras empresas, e acredito que isso oportuniza muito a amplificação da pesquisa”, fala.

A Sourcetech trabalha com o desenvolvimento de matérias primas e medicamentos de fonte natural. O valor investido nessa iniciativa de pesquisa é de 80 mil reais. O CEO da empresa, Roberto Serson, aponta que o compromisso empresa, juntamente à Universidade, deve transcender os muros das instituições e se estender para toda a comunidade.

“Acreditamos que o trabalho desenvolvido tanto na Sourcetech quanto na UESPI deve se estender para toda a sociedade. Lamentavelmente o mundo inteiro passa por um momento delicado e angustiante no que se refere à saúde. Diante disso, cabe a nós trabalhar alternativas para mitigar essas problemáticas. Nós acreditamos que a ciência, aliada ao espírito empreendedor pode ser transformador. É isso que buscamos com essa iniciativa”, explica.

A previsão do início da pesquisa é nesse mês de abril. Os estudos terão a duração de um ano. Conheça a pesquisa.

Confira a live completa no canal da Uespi Oficial:

 

Seu curso tem um projeto bacana e quer ver ele aqui no site da UESPI?
Envie informações à Ascom para o email: comunicacao@uespi.br

Siga a #NossaUespi nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram e Youtube.