Notícias

14 de Outubro de 2020

Outubro Rosa: Especialista fala sobre prevenção e diagnóstico do câncer de mama

Por Priscila Fernandes 

Nesse mês de Outubro Rosa, a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) conversou com o professor do curso de Medicina e doutor Luiz Ayrton Santos, que coordena 36 projetos sociais em educação em saúde, promoção do diagnóstico precoce do câncer de mama e adaptação social da pessoa com câncer, para falar de ações sobre câncer de mama desde o diagnóstico, medidas de prevenção, controle e cuidados à saúde.

Confira o que você precisa saber para manter-se informado sobre esse assunto tão relevante no âmbito da saúde.

 O que é o Outubro Rosa?

O Movimento Outubro Rosa foi uma forma que a Organização Mundial de Saúde (OMS) encontrou para conscientizar a população sobre problemática do câncer de mama como o mais incidente sobre a população feminina e que guarda no diagnóstico precoce as chances de cura. Ele é realizado de várias formas seja uma caminhada, uma corrida, a iluminação de um monumento em rosa, etc. Vemos claramente que durante o mês de outubro aumentam os diagnósticos. É um movimento mundial, trazido ao Brasil em 2008 pela Femama, federação que reúne as ONGs de luta contra o câncer no país.

 Qual a temática da campanha do Outubro Rosa desse ano?

O mote da campanha do ano de 2020 está baseado em 3 perguntas para quem você ama. Essas perguntas são:

1) Você tem autoconhecimento de seu corpo? – Aqui você fala da necessidades buscar informações sobre sua saúde;
2)Você tem feito seus exames anuais? – Aqui se fala da importância da regularidade da mamografia e ultrassom;
3)Você sabe sobre seus fatores de riscos – Aqui se fala sobre suas praticas de vida que expõe a riscos ou ameniza as chances de ter câncer como exercícios físicos, boa alimentação e viver em paz.

Além desses pontos abordados, também é importante saber sua história pessoal e familiar para câncer. É bom saber que não há como prevenir um câncer de mama, mas temos como pega-lo começo e isso representa mais chances de cura. Tudo que colaborar para atrasar um tratamento deve ser combatido.

Quem deve fazer o exame?

A mamografia, exame padrão para diagnóstico do câncer de mama, deve ser feita por toda mulher com mais de 30 anos anualmente. Se tiver casos na família começar aos 25 anos. Além desse, o exame de também pode ser passada a ultrassom a critério do mastologista. É válido lembrar que o diagnóstico precoce do câncer possibilita uma maior chance de cura.

Qual o tratamento do câncer de mama?

 Quando descoberto e dependendo do estágio, o câncer de mama tem vários tipos de tratamento. Os mais conhecidos são cirurgia, quimioterapia, radioterapia, imunoterapia, hormonioterapia, entre outros tratamentos.

Onde consigo ajuda?

 O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza exames ao longo do ano todo. Durante a campanha do Outubro Rosa, a Fundação Maria Carvalho Santos em parceria com a Fundação Municipal de Saúde intensificam essa realização de exames aumentando a cobertura principalmente entre mulheres de 40 até 60 anos.

Quais as ONGs e locais de apoio no nosso estado ?

1) Teresina: Fundação Maria Carvalho Santos, a Rede Feminina de Combate ao Câncer (86 3221-8944), Lar de Misericórdia (86 3232-4868) e o grupo Muito Além de Um Câncer (86 3025-3669);

2) Campo Maior: grupo ARACAN;

3) São João do Piauí: Clinica da Saúde da Mulher e AMAJES Rosa.

Seu curso tem um projeto bacana e quer ver ele aqui no site da UESPI?
Envie informações à Ascom para o email: comunicacao@uespi.br

Siga a #NossaUespi nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram e Youtube.

scatvids.club A LOT OF CRAP javcinema.com