Notícias

15 de Agosto de 2019

Teresina 167 anos: projetos desenvolvidos pela UESPI estimulam o crescimento do turismo da capital

Por Sebastião Pinheiro

Dados da Secretaria de Turismo de Teresina (Semdec) mostram que o turismo na cidade, entre 2018 e 2019, teve um crescimento de 130,7% e a Universidade Estadual do Piauí vem contribuindo  para uma visibilidade ainda maior da capital do Piauí nessa área.

Atualmente, a universidade tem cerca de 38 trabalhos entre pesquisas e projetos de extensão somente pelo Núcleo de Turismo da UESPI – NETUR.

Apresentação do projeto interdisciplinar. Foto: arquivo do projeto

Com o objetivo de  elaborar roteiros e experiências direcionadas ao turismo de Teresina, a Profª Msc. Andréia Magalhães e alunos dos curso de Turismo desenvolveram o Projeto de Extensão “Turismo Interdisciplinar”, com foco na humanização das experiências turísticas ofertadas ao público e na ressignificação dos atrativos turísticos da capital

As ações do projeto são divididas em quatro etapas: construção dos roteiros turísticos locais, execução, elaboração de conteúdo (vídeos, cartazes e cartilhas) e disponibilização do material interdisciplinar produzido para a sociedade teresinense.

O foco dos roteiros foi a humanização das experiências turísticas ofertadas. Roteiro: Apaixone-se por Teresina.  | Foto: arquivo do projeto

Os roteiros turísticos elaborados foram: Teresina tem sabor cajuína (público corporativo), Jovens raiz (jovem/adolescentes), Resgatando memórias com a melhor idade (Idosos), Apaixone-se por Teresina (Casais) e Teresina pequenina (crianças).

A professora conta que os roteiros foram pensados em uma oficina de elaboração de roteiros locais com ênfase na hospitalidade turística. “As turmas foram divididas em cinco equipes e solicitamos uma diferenciação de público para cada grupo, pensando numa perspectiva de valorização dos atrativos turísticos locais e na ressignificação”.

“Orgulho por participar disso tudo”, define o aluno Josué Barbosa. Roteiro: Resgatando memórias com a melhor idade.  | Foto: arquivo do projeto

O projeto contempla as disciplinas de Ética e Hospitalidade Aplicadas ao Turismo, Agências de Viagens e Planejamento Turístico I. A primeira parte da execução das ações ocorreu no período de março a agosto de 2019.

“O primeiro momento foi a apresentação do projeto às turmas contempladas. Com a aceitação deles, começamos a criar os grupos interdisciplinares, pois percebemos que esse projeto poderia envolver mais disciplinas do curso. Tivemos a preocupação de realizar  oficinas com foco nos roteiros turísticos a serem elaborados. Ainda nesse primeiro momento, começamos a execução dos roteiros turísticos, a montagem dos respectivos vídeos, cartilhas e cartazes publicitários, tudo para ser divulgado e compartilhado com a sociedade, porque essa uma ação que ultrapassa as salas de aula”, explicou a professora Andréia Magalhães.

“Teresina é linda e tem muito coisa bacana que deveria ser mais explorada e valorizada por nós.” Roteiro: Jovens Raiz | Foto: arquivo do projeto

Agora no segundo semestre, as ações serão voltadas para a elaboração de um portfólio das ações do projeto em cada edição, finalização dos vídeos, cartilhas e cartazes publicitários elaborados, criação da logomarca do projeto e de uma plataforma digital para a divulgação dos roteiros realizados, disponibilização do material na plataforma do projeto e conclusão de proposta para o reajuste dos roteiros turísticos interdisciplinares para a terceira etapa, em 2010, pois o projeto de extensão pretende continuar.

Um dos roteiros pensados foi voltado para crianças: Teresina pequenina  | Foto: arquivo do projeto

Para o aluno Josué Barbosa, participar do projeto foi muito desafiador e gratificante ao mesmo tempo. Ele fala que no decorrer do trabalho a equipe conseguiu entender cada particularidade e se unir para entregar o melhor resultado.

“Nosso grupo tentou proporcionar uma experiência mais intimista e voltada também para a simplicidade, e ter que pensar em cada mínimo detalhe para saber qual diferencial nos faria chegar a esse fim foi um pouco desafiador, mas quando chegamos a um consenso, foi muito legal ver a empolgação do meu grupo e o orgulho por participar disso tudo, uma experiência inenarrável”, finaliza.

Um lindo pôr-do-sol com identidade teresinense, a cajuína. Roteiro: Teresina tem sabor cajuína.  | Foto: arquivo do projeto

 

Núcleo de Estudos, Pesquisas e Projetos em Turismo – NETUR

Cadastrado como núcleo de pesquisa no CNPq, o NETUR tem o objetivo de estimular o corpo discente e docente ao desenvolvimento de estudos, projetos e pesquisas científicas e técnicas em vista a inter, multi e transdisciplinaridade, promovendo uma relação mais direta com a realidade e necessidade do mercado turístico.

Há 14 anos, o NETUR tem trabalhado com produções técnicas desenvolvidas pela comunidade acadêmica e também em parceria com instituições públicas na elaboração de inventários de ofertas turísticas, plano de manejo da floreta Fóssil, pesquisas de demanda turística, dentre outros projetos.

O NETUR também realiza executa projetos permanentes como:

Forrotur (9ª edição) – Promove a cultura tradicional das festas juninas em Teresina, através de recreação turística no metrô, rodoviária e aeroporto da cidade, todas  voltadas para os turistas que ali se encontram no período.

Forró Tur promovendo a cultura tradicional das festas juninas. | Foto: arquivo do NETUR

Turismo Grisalho da Melhor Idade (6ª edição) – Programa de Responsabilidade Social do Curso que tem como público-alvo os idosos de baixa renda, especialmente aqueles que já participam do UNATI/NUTI e se integram a atividades de citytours culturais por Teresina. O projeto é executado  pelos alunos. Além de outras atividades como tours virtuais através de minicursos de informática.

A professora Ana Angélica fala que foi aproveitado o minicurso de um informática básica para inserir uma “viagem” virtual aos principais monumentos históricos,  culturais e atrativos culturais do Piauí. Durante a busca foram abordados aspectos relevantes com informações da história e cultura de Teresina, explicando que, através do lazer e do turismo da cidade, o nosso Estado poderá se desenvolver cada vez mais. “Aguçamos a curiosidade e o sentimento de pertencimento cultural mostrando que Teresina é linda”.

O City Tour teve como roteiro os principais lugares de interesse turístico da cidade, que contam um pouco da história de Teresina.  | Foto: arquivo do NETUR

Universidade Sustentável – É um programa de extensão (a 1ª edição será lançado no PiBEU 2020), que buscará novas alternativas de sustentabilidade ambiental nas ações da UESPI, através de soluções sustentáveis.

Além desses projetos, o NETUR também foi a incubadora da criação da Empresa Júnior de Turismo (Empreender TUR), que hoje é responsável pelas consultorias e assessorias técnicas do curso de Turismo. Criou o Inventário da Oferta Turística de Timon, já validado pelo MTur.

O presidente da Empreender Tur, André Rodrigues, conta que a empresa nasceu da necessidade de aliar a teoria desenvolvida em sala de à prática no mercado de trabalho, através de projetos que provoquem impacto no mercado, sob orientação da Confederação Nacional de Empresas Juniores e da Federação Piauiense de Empresas Juniores no que tange aos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável.

“O Curso de Bacharelado em Turismo na UESPI tem uma importância significativa para o desenvolvimento da atividade turística no estado de forma planejada e sustentável, pois é através dele que saí profissionais capacitados, através de diversas pesquisas desenvolvidas junto ao NETUR”, ressalta André.

Visitas a locais culturais fazem parte da programação do projeto.  | Foto: arquivo do NETUR

O NETUR também realiza vários eventos, oficinas, minicursos para a comunidade acadêmica e também por demandas, como foi o caso da última oficina de sensibilização junto à comunidade da Cacimba Velha, com o objetivo de identificar quais os principais anseios daquela comunidade em relação ao turismo rural, a qual está em fase de desenvolvimento através do Investe Turismo, investimento do MTur.

Durante seus 15 anos de trajetória, o Curso de Turismo da UESPI tem formado profissionais que atuam no setor e dão sua contribuição ao turismo do Estado. Teresina tem ganhado muitos estudos ao longo desse período, especialmente através do Núcleo de Estudos, Pesquisas e Projetos – NETUR, que juntamente com seus professores e alunos colaboradores observam a capital e desenvolvem anualmente diagnósticos, acompanhando o crescimento da cidade.

“Teresina para nós do Turismo é nossa musa inspiradora, é ela que nos enche de entusiasmo para a produção de mais e mais informações sobre seu crescimento na área. Desejamos que nossa cidade seja cada vez mais competitiva e atrativa e que sempre receba seus visitantes de braços abertos e sorriso largo, pois uma de suas características é a boa hospitalidade. Parabéns, musa Teresina!”, finaliza Ana Angélica.

Seu curso tem um projeto bacana e quer ver ele aqui no site da UESPI?
Envie informações à Ascom para o email: comunicacao@uespi.br

Siga a #NossaUespi nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram e Youtube.

scatvids.club A LOT OF CRAP javcinema.com