Prex

18 de Maio de 2016

UESPI oferta curso de fotografia e oficina de turbante para estudantes e militantes do movimento negro

A Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários da Universidade Estadual do Piauí – PREX lançou dois novos projetos abertos à comunidade acadêmica e sociedade; trata-se da oficina “Tecendo Saberes e Entrelaçando Africanidades – A Estética Negra como Resistência” e do curso de fotografia “Identidades, olhares e imagens do Movimento Negro e do Povo de Terreiro”. Ambos têm como objetivo promover valorização da histórica e cultura afrodescendente.

A oficina será o primeiro projeto executado. O evento vai ocorrer no dia 24 de maio, das 14 às 18h, no auditório do Palácio Pirajá/Torquato Neto. As inscrições terão início amanhã (19) e permanecerão abertas até o dia da oficina. As mesmas são gratuitas e podem ser efetivadas na PREX (situada no Campus Torquato Neto), das 8h30min às 13h30min. Sônia Terra, militante do movimento negro e especialista em Educação, Cultura e Identidade, será a responsável pelas atividades. 40 vagas estão sendo disponibilizadas.

O objetivo principal da oficina é possibilitar o conhecimento sobre a importância dos elementos e da estética negra como fator de resistência e valorização da história da população afrodescendente, respeito à ancestralidade e fortalecimento da identidade étnico-racial. Como prática, os participantes aprenderão a confeccionar turbantes, elemento símbolo da resistência e valorização da cultura afrodescendente. “O que se pretende nessa oficina é fazer uma discussão sobre a estética negra, discutir também qual a marca identitária que o turbante traz do povo negro”, destacou o Pró-reitor de Extensão da UESPI, prof. Dr. Raimundo Dutra. Para desenvolverem a prática, os participantes deverão levar tecidos variados em tamanhos e cores e com estampas étnicas.

Curso de fotografia “Identidades, olhares e imagens do Movimento Negro e do Povo de Terreiro”

O curso de fotografia, fruto de parceria entre PREX/UESPI, Plano Nacional de Formação de Professores da IES e Memorial Zumbi dos Palmares, tem início previsto para o dia 1° do mês de junho. As aulas acontecerão às quartas e quintas-feiras, das 18h15min às 21h15min, na UESPI/Torquato Neto. São 20 vagas: 10 vagas para militantes de entidades ligadas a movimentos negros e 10 destinadas a estudantes da Universidade Estadual. O período de inscrições vai do dia 19 (amanhã) ao dia 27 do presente mês. As inscrições são gratuitas. Os interessados deverão se inscrever na PREX, das 8h30min às 13h30min.

O ministrante do curso será o prof. Dr. Orlando Berti – docente de Comunicação Social da Universidade Estadual do Piauí. “O curso mostra o quanto a UESPI, através da Pró-reitoria de Extensão e do curso de Jornalismo, além dos movimentos sociais, podem fazer em termos de conhecimento. É importante por fazer essa ponte e movimentar uespianos e membros de grupos sociais, realizando trocas de saberes”, disse o professor.

No curso os participantes irão aprender técnicas básicas de fotografia. Além disso, terão a oportunidade de conhecer a fotografia como mecanismo de produção e socialização de imagens que ajudam a retratar identidades muitas vezes alijadas e silenciadas na sociedade, como as do movimentos negro e do povo de terreiro.

As práticas serão desenvolvidas em terreiros de matriz africana, onde os cursistas irão retratar a identidade do público que frequenta esses locais. “Ao final do curso teremos uma exposição itinerante para rodar o Piauí todo e para instigar um olhar do movimento negro e do povo de terreiro”, acrescentou Orlando Berti.

O resultado será divulgado em exposição a ser realizada no Memorial Zumbi dos Palmares e também no Campus Torquato Neto. Para o desenvolvimento das práticas fotográficas é necessário que os cursistas levem seus equipamentos.