Prex

5 de Maio de 2016

UESPI promove seminário voltado à prevenção do suicídio e discussão sobre perda e morte

Wanderson Araújo

A Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários da Universidade Estadual do Piauí e o curso de Psicologia da IES finalizaram nesta quarta (04), o projeto de extensão do I Seminário de Tanatologia da UESPI: Novos Sentidos às Perdas e à Morte. A execução do projeto acontecerá no próximo dia 19 de maio na UESPI, Campus Torquato Neto, proporcionando a discussão sobre a prevenção do suicídio e socialização de habilidades no manejo de situações de perda e morte em ambientes escolares, por exemplo. O evento conta com a parceria da Comissão de Tanatologia do Conselho Regional de Psicologia (21ª Região).

A profa Msa. do Curso de Psicologia da UESPI e coordenadora do Seminário e o Pró-Reitor da PREX, Raimundo Dutra, se reuniram hoje pela manhã, no Palácio Pirajá (Campus Torquato Neto), para ajustarem os últimos detalhes do projeto de execução do Seminário.

A profa Ma. do Curso de Psicologia da UESPI e coordenadora do projeto que deu origem ao Seminário, e o Pró-Reitor da PREX, prof. Dr. Raimundo Dutra.

Programação 

A abertura está marcada para as 8:30h do próximo dia 19, no Auditório GERATEC (UESPI, Torquato Neto). A programação do evento irá até às 18h. No período da manhã serão realizadas mesas-redondas; à tarde acontecerão oficinas. Nas mesas-redondas serão discutidas temáticas como Morte e Outras Perdas na Escola; Criança, o Adolescente e a Morte; Profissionais da Educação e Morte; A Prevenção do Suicídio; A Busca de Sentidos da Vida; Valorização à Vida e Novos Sentidos às Perdas e à Morte. Professores do Curso de Psicologia da UESPI e psicólogos da Comissão de Tanatologia do Conselho Regional de Psicologia serão os responsáveis pelas oficinas e mesas-redondas.

“Haverá também uma mesa-redonda onde serão apresentados resultados de três oficinas [sobre prevenção do suicídio, socialização de habilidades no manejo de situações de perda e morte] que foram realizadas no ano de 2015 em parceria com o PARFOR (Plano Nacional de Formação de Professores), em três campi da UESPI: Esperantina, Parnaíba e Piripiri”, disse o prof. Dr. Raimundo Dutra, Pró-Reitor de Extensão da Universidade Estadual do Piauí.

As oficinas serão divididas em quatro grupos para o debate dos assuntos: Novos Sentidos às Perdas e à Morte e a Perda na Escola. “Serão quatro grupos discutindo a mesma temática ao mesmo tempo em lugares diferentes do Campus Torquato Neto”, acrescentou o professor. As atividades serão divididas entre o Anfiteatro do Centro de Ciências da Natureza – CCN, sala de vídeo e de aula do Centro de Ciências da Educação, Comunicação e Artes – CCECA e Auditório GERATEC.

Patrícia Melo do Monte, profa. Ma. do Curso de Psicologia da UESPI e coordenadora do Seminário falou sobre a importância do evento.

“O evento vai ser importante pra que possamos socializar os excelentes resultados com as oficinas realizadas nos campi do interior ano passado. Vamos poder auxiliar os professores a lidarem com situações de perda na escola e de certa forma prevenir dificuldades de aprendizagem que podem ser decorrentes dessas perdas, e fomentar conhecimento e o desenvolvimento de algumas práticas com os participantes do Seminário, no sentido também de viabilizarmos esse trabalho de prevenção no meio social”, destacou Patrícia.

Inscrições

O período de inscrição vai de 9 a 18 de maio. Os interessados em participar do I Seminário de Tanatologia da UESPI podem homologar inscrição na PREX, situada na UESPI, Campus Torquato Neto; no Centro Acadêmico de Psicologia (Centro de Ciências da Saúde, localizado no centro, próximo ao Hospital São Marcos) ou diretamente com a professora Patrícia Melo através do telefone  (86) 99976-8720.

Estão sendo ofertadas 200 vagas gratuitas, destinadas à comunidade em geral, alunos de Psicologia, Pedagogia e profissionais da área ou de áreas afins de qualquer instituição. Alunos e professores do ensino médio e fundamental de qualquer instituição pública ou privada também são convidados. Ao final do evento, todos os participantes receberão certificado equivalente a 10 horas-aula.

O Seminário é uma importante iniciativa diante do alarmante cenário local no que se refere ao suicídio, que se tornou um grave problema de saúde pública no Piauí. Em 2006, a Organização Mundial de Saúde informou que Teresina era a cidade com maior índice de suicídios femininos do Brasil, com 4,2 mulheres por 100 mil habitantes.

Já o Mapa da Violência 2012 – relatório que mostra o perfil da violência contra crianças e adolescentes no Brasil – revela que o Piauí é o estado com o maior crescimento em número de suicídios de crianças e adolescentes na faixa etária de menos de um ano a 19 anos de idade. Mostra também que Teresina ocupa o 1° lugar entre as capitais brasileiras no número de suicídios, levando-se em conta todos os habitantes. Ainda segundo o Mapa, foi registrado no Piauí, de 2000 para 2010, um aumento de 253,7% na taxa de suicídios.