Notícias

22 de Agosto de 2019

III Seminário Internacional sobre Drogas no Piauí debate sobre ressocialização de usuários de entorpecentes

Por Arnaldo Alves

A Administração Superior da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) participou, ontem (21), da abertura do III Seminário Internacional sobre Drogas no Piauí, com o tema “O impacto social das políticas sobre drogas na família, educação e saúde”, no auditório do Centro de Formação Antonino Freire – Teresina.

Representando à UESPI, estiveram presentes o reitor da instituição, Nouga Cardoso, e a Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários – PREX em exercício, Lisiane Ribeiro.

Composição da mesa honra com representantes de orgâos que estudam sobre a temática

Composição da mesa honra com representantes de órgãos que estudam sobre a temática

O reitor Nouga Cardoso disse que a participação da UESPI no Seminário envolve toda a comunidade acadêmica, com apresentações de pesquisas e ações extensionistas, que vem sendo realizadas pelos alunos e professores da UESPI. “A universidade abraça esse evento na certeza de que está cumprindo no aspecto social que é discutir, inferir e apontar encaminhamentos com aquilo que acontece na nossa sociedade sobre o consumo de drogas”, destacou.

Reitor Nouga Cardoso destacou a importância da UESPI no evento

Reitor Nouga Cardoso destacou a importância da UESPI no evento

Segundo a Pro-Reitora da PREX em exercício, Lisiane Ribeiro, a UESPI realiza projetos de extensão que buscam promover o bem estar social na vida dos estudantes, bem como de toda comunidade em geral,  principalmente através dos  serviços de Psicologia e incentivo ao esporte com atividades extensionistas.

A palestra e as mesas redondas do primeiro dia de evento contaram com pesquisadores e profissionais do Brasil e exterior. O objetivo da mesa redonda “Prevenção, Tratamento, Ressocialização, Educação e o Papel do Estado” foi discutir possíveis avanços na recuperação e ressocialização dos usuários de substâncias psicoativas levando em consideração os aspectos socais, educacionais, bem como de saúde e segurança pública.

Um dos palestrantes, que também é organizador do evento, foi o presidente da Casa do Oleiro,  José Gouveia. Segundo ele, o tratamento somente existe porque a prevenção e a recuperação foram falhas, por isso a ideia de debater sobre esses aspectos.

A mesa redonda discutiu os impactos causados pelas drogas

A mesa redonda discutiu os impactos causados pelas drogas na sociedade

Outra temática abordada discutiu as perspectivas do Brasil e Estados Unidos sobre a legalização da maconha, ministrada pelo Sr. Christopher Conchin, do Departamento de Justiça dos Estados Unidos. O artista plástico, escritor, ator e roteirista diretor do instituto Arte Viva, Valdson Braga apresentou um monólogo inserido no contexto: vidas sim, drogas não!

“Trabalhar algo lúdico em um tema tão delicado exige uma visão humanista, sobre a realidade social que as pessoas que se envolvem com as drogas estão inseridas. O intuito da encenação foi mostrar através de uma metáfora o drama que as pessoas passam todos os dias, mostrando os alertas para que principalmente os jovens não entrem nesse caminho”, disse o artista.

O ator Valdson Braga no momento de sua apresentação

O ator Valdson Braga no momento de sua apresentação

Alunos da UESPI estiveram presentes no evento. A estudante do curso de Direito, campus Poeta Torquato Neto, Ana Clara Soares, afirmou que o Seminário é a oportunidade de agregar conhecimentos, aliando o que é aprendido em sala de aula com a prática, através de futuros projetos que inferem na melhoria de vida da comunidade.

Para o representante do governo do Estado do Piauí e Coordenador de Enfrentamento às Drogas (CENDROGAS), Sâmio Falcão, o evento discute os contextos de impacto familiar, educacional e de saúde da vida das pessoas  que usam substâncias psicoativas, além de oportunar uma troca de experiências sobre as políticas praticadas e executadas no cenário do Brasil e exterior.

Coordenador do CENDROGAS destacou as políticas públicas que estão sendo desenvolvidas pelo governo

Coordenador do CENDROGAS destacou as políticas públicas que estão sendo desenvolvidas pelo governo

O encerramento do primeiro dia ficou por conta do especialista em Psiquiatria e Psicoterapia, Charlotte Bruderer. Sua palestra teve como tema “Esquizofrenia e vício: transtornos ligados à toxicodependência”. A programação continua até o dia 23 de agosto com uma série de palestras, workshops, comunicações orais, mesas redondas e apresentações culturais.

Idealizado pela Casa de Oleiro, o evento têm a parceria da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Associação dos Servidores Estaduais de Educação Básica do Piauí (ASSEBEPI), Fundação para um Mundo sem Drogas e Coordenadoria de Enfrentamento as Drogas do Estado do Piauí (CENDROGAS). Além dessas, o Seminário conta com o apoio do Conselho Estadual de Política Sobre Drogas CEPD∕PI, da Cruz Azul, da Frente Brasil e Piauí contra as Drogas, da Embaixada Americana Consulado de Recife e do Centro de Formação dos Servidores Antonino Freire.

Seu curso tem um projeto bacana e quer ver ele aqui no site da UESPI?
Envie informações à Ascom para o email: comunicação@uespi.br

Siga a #NossaUespi nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram e Youtube.