Notícias

20 de Agosto de 2019

Estudantes de Agronomia de Corrente desenvolvem horta 100% orgânica

Por Priscila Fernandes

Os alunos do 4° período do curso de Engenharia Agronômica, do campus Deputado Jesualdo Cavalcanti, em Corrente da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), desenvolveram uma horta totalmente orgânica, livre de agrotóxicos.

O projeto tem o intuito de buscar maior prática da parte teórica vista em sala de aula, além de oferecer um produto de qualidade a população de Corrente e região.

A mini horta conta com a plantação de mais de 4 tipos de hortaliças

De acordo com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), o manejo na agricultura orgânica valoriza o uso eficiente dos recursos naturais não-renováveis (que não podem ser produzidos pelo homem, como o petróleo, por exemplo) e o aproveitamento dos recursos naturais renováveis e dos processos biológicos alinhados à biodiversidade, ao meio ambiente, ao desenvolvimento econômico e à qualidade de vida humana.

Diante disso, os estudantes tiveram a iniciativa de desenvolver uma mini horta orgânica que atendesse a demanda da população da região de Corrente e também orientasse os agricultores da cidade para uma plantação mais sustentável.

Na foto, os estudantes estão tratando o terreno antes de começar a plantação da mini horta

A horta já conta com 23 estudantes envolvidos nos seus três meses de desenvolvimento. Os alunos realizam a plantação de cebolinha, alface, rúcula, coentro, pimentão, salsinha, pepino, entre outros tipos de hortaliças. De acordo com o Vladmir Macedo, aluno integrante do projeto, o diferencial da horta está na forma que a plantação é feita, porque são utilizados produtos sustentáveis.

“Não utilizamos nenhum tipo de produto químico. Ao pensarmos no projeto, primeiramente, pensamos nas práticas do que aprendemos em sala e também em trazer à comunidade para a nossa UESPI, promovendo a integração de aprendizados sobre as técnicas de cultivo de forma sustentável e não prejudicial ao meio ambiente”, destacou.

Alguns dos estudantes envolvidos na atividade de plantação

O Vinicius Gomes, também integrante da atividade, destaca que a atividade promove a troca de experiências e conhecimentos não só com os agricultores, mas com a comunidade da região em geral.

“Observamos a necessidade de uma melhor valorização da natureza e agricultura. Tivemos essa ideia que beneficia não somente a nós, mas aos produtores e à comunidade, onde as pessoas têm a oportunidade de vir em nossa horta para tirar dúvidas referente às culturas do solo, entre outros esclarecimentos”, explicou o aluno de Agronomia.

Ele ainda acrescentou que mesmo pelo tempo curto de duração do projeto, já tem agregado muito na sua graduação e dos seus colegas . “Apesar de o projeto ser novo com apenas poucos meses, o aprendizado é muito grande. Todos os dias uma coisa nova, e está indo muito bem tudo dando certo. Temos a expectativa de aumentar a produção, além de fazer mais projetos envolvendo toda a turma”.

A expectativa é expandir ainda mais o projeto com o plantio de frutas

Os alunos já estão estudando a possibilidade da produção de frutas também. O cultivo de maracujá, por exemplo, será implantado nesse semestre (2019.2), além de mais outros projetos de expansão e educação ao pequeno produtor que irão continuar ao longo da graduação dos estudantes envolvidos.

Conheça mais do projeto no instagram

 

Seu curso tem um projeto bacana e quer ver ele aqui no site da UESPI?
Envie informações à Ascom para o email: comunicação@uespi.br

Siga a #NossaUespi nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram e Youtube.