Notícias

13 de Agosto de 2019

UESPI premia com a Láurea Acadêmica seus primeiros alunos

Em cerimônia de Colação de Grau nesta manhã (13), a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) premiou com a Láurea Acadêmica os seus primeiros três alunos: Amanda de Sousa, Jessica Sousa e Lucas Lima, todos formados em Psicologia.

A Láurea é um título honorífico sob a forma de certificado concedido aos alunos que apresentam melhor desempenho ao longo do curso no aspecto de aprendizagem dos conteúdos, programas de monitoria, pesquisa, extensão, bom comportamento e com Índice de Rendimento Acadêmico (IRA) maior ou igual a 9,0.

Segundo o Pró-reitor de Ensino e Graduação (PREG), Pedro Soares, a Láurea é um reconhecimento do empenho e do esforço do aluno dentro da instituição. Ainda segundo o Pró-reitor, a Láurea traz vantagens aos laureados. “Estes alunos sairão na frente dos demais em concursos, visto que os certames levam em bastante consideração os títulos honoríficos. Muitas vezes os estudantes têm a mesma formação, mas os laureados agora têm um diferencial. É um peso qualitativo no currículo do estudante, em que ele levará por toda a vida profissional”.

Os três primeiros estudantes laureados pela UESPI: Lucas Lima, Jéssica Sousa e Amanda de Sousa

Segundo o Magnífico Reitor, Professor Nouga Cardoso, a UESPI ao longo dos seus 33 anos sempre se pautou pela busca da excelência no ensino superior no Estado. O reitor chamou a atenção de todos os 62 estudantes presentes para a responsabilidade que eles passam a ter a partir desse momento da colação de grau. “Quando a população é bem atendida por um profissional formado na UESPI, o formando ganha um conceito positivo e a Universidade também ganha bastante em reconhecimento e contribuição. O conceito que sai da população que nos sustenta deve ser o melhor possível”, pontuou.

Reitor Nouga Cardoso faz o juramento durante a Colação de Grau

Uma das laureadas foi Amanda de Sousa, agora oficialmente psicóloga. De acordo com a formanda, a premiação é motivo de muito orgulho e de reconhecimento por todos os anos de dedicação durante a formação. Para ela, ser laureado vai muito além das notas e dos números, é uma questão de como vivenciar a universidade, através das monitorias, extensões e pesquisas.

“Durante a premiação, passou um filme na minha cabeça de tudo que eu passei nesses anos. A UESPI é, sem dúvidas, uma instituição que forma pessoas fortes e competentes. Apesar das dificuldades, ela e seus professores me acolheram, me ajudaram e superamos as adversidades juntos. A marca que eu quero deixar na UESPI diz respeito a importância da nossa luta por uma universidade de qualidade e uma formação também”, diz.

Amanda de Sousa, uma das laureadas, atentou que a Láurea vai muito além das notas

Aprovação para Mestrado em São Luís (MA)

Andrey Salazar recebeu o seu diploma de formado em Pedagogia e além de vivenciar essa alegria, o  recém-formado de 23 anos, também estava comemorando a aprovação no Mestrado em Educação do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), em São Luís. O agora pedagogo agradeceu a UESPI e os seus professores, considerados por ele primordiais na sua formação.

A UESPI nos ajuda a sonhar e a realizar sonhos. A Universidade tem um corpo docente muito preparado para perpassar seus conhecimentos. Devido ao incentivo de todos que formam a UESPI, em especial dos professores do meu curso, consegui ser aprovado para o Mestrado e amanhã (14) já estarei me matriculando. Sou bastante grato por tudo que passei durante esses anos na instituição“, finalizou.

Andrey Salazar e o Reitor Nouga Cardoso. O jovem foi aprovado para o Mestrado em Educação, em São Luís

 

 

Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
comunicacao@uespi.br