Notícias

21 de Março de 2019

ProfLetras realiza aula inaugural da 6ª turma do programa

Por Clayton Gomes

Aconteceu nesta manhã (21), a aula inaugural da 6° turma do Mestrado Profissional em Letras (ProfLetras), promovido pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI). O Mestrado conta com 18 novos alunos e terá duração de 2 (dois) anos. O ProfLetras é um programa de pós-graduação stricto sensu em Letras, reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) do Ministério da Educação.

A coordenadora do ProfLetras, Stela Maria, afirmou que o Programa busca a formação de docentes das redes municipal e estadual. “Nosso maior objetivo é que eles possam levar estratégias e propostas diferenciadas para suas práticas nas escolas. O Mestrado é uma forma desses professores estarem em processo de atualização”, disse.

Profª Stela Maria apresenta o Programa aos presentes

A coordenadora faz parte do quadro de docentes do Programa, onde irá ministrar a disciplina “Literatura e Ensino”. “Na minha área irei trabalhar com leitura e escrita, mas envolvendo letramento literário. Nós teremos contato com romances, poemas, contas, fábulas, cordéis, entre outros gêneros”, pontuou.

Profª Stela Maria, coordenadora do ProfLetras

A Pró-Reitora da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROP), Ailma do Nascimento, declarou que o Programa é importante no processo de qualificação dos professores. “A filosofia do ProfLetras é qualificar o professor para que ele possa enfrentar e debelar as dificuldades diárias, tanto na escrita e na leitura, dos alunos dentro do ensino da língua portuguesa”, falou.

A Pró-reitora também será docente do Mestrado. Ela irá ministrar a disciplina “Fonologia, Variação e Ensino”. “Minha disciplina aborda os problemas da escrita no âmbito da fonologia e as variações que ocorrem na fala dos alunos da educação básica, que se fazem refletir na escrita, o que motiva inconsistências e dificuldades na representação culta da língua”, explicou.

Integrante da 6ª Turma, Nathalee Vieira, afirmou estar bastante ansiosa e feliz com a realização do sonho de ingressar no ProfLetras. “Estava há 3 anos tentando ingressar e agora consegui. O Mestrado irá melhorar meu trabalho enquanto professora, além de buscar uma maior produção por parte dos alunos, fazendo com que eles melhorem sua leitura e sua escrita”, declarou.

Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
comunicacao@uespi.br