Notícias

13 de Abril de 2018

Estudante de agronomia da UESPI realiza intercâmbio na Itália

Por Danúbia Rodrigues

Aprimorar o conhecimento na área de agronomia internacional foi o sonho e o principal objetivo de Lucrécia Pacheco. A aluna, da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), encontrou no convite feito pelo Dipartimento di Scienze Agrarie da Universita di Bologna (UNIBO) na Itália, a oportunidade de viajar, aprimorar os conhecimentos e realizar projetos.

A graduanda conta com um intercâmbio de seis meses, no período de 21 de março a 11 de setembro de 2018, para a realização do projeto, retornando à UESPI ao término desse período para concluir seu curso de Agronomia. O primeiro momento consiste na integração dos projetos relativos à horticultura.

Segundo ela, a chegada na UNIBO foi acolhedora. “O intercâmbio me proporciona conhecimento técnico-científico, além disso me oportuniza o aprendizado de uma nova língua”, conclui. Sua pesquisa ganha o título de: “Análise agronômica e ambiental dos sistemas de cultivo em ambiente urbano: multifuncionalidade e a contribuição para a segurança alimentar”.

Lucrécia Pacheco, aluna de agronomia da Universidade Estadual do Piauí

Lucrécia é técnica em agropecuária pela Escola Família Agrícola do Soinho (EFA) e tem experiência com trabalhos sociais e agricultura familiar. “O projeto no qual estou envolvida tem mais de dois anos, é o terceiro ciclo de experimentação. As temáticas envolvidas são: gestão sustentável e eficaz do uso da água; tecnologias de alta eficiência hídrica;segurança alimentar: relação entre a água e as culturas”, comenta.

A estudante diz que as culturas de referência que serão utilizadas nos experimentos são a de alface e tomate. “Será feita uma comparação de diferentes métodos de cultivo do solo e fora do solo, a fim de identificar as tecnologias inovadoras que garantem o uso eficiente dos recursos naturais”, afirma.

De acordo com a Profa. Dra. Orientadora da aluna na UESPI, Neuma Arruda, Lucrécia participará da implantação e execução de atividades pela UNIBO. “ Dentre suas atividades, desenvolverá  parte das avaliações agronômicas do Projeto de Pesquisa : Análise agronômica e ambiental dos sistemas de cultivo em ambiente urbano: multifuncionalidade e a contribuição para a segurança alimentar”, orientada pelo Prof. Dr. Giorgio Prosdocimi Gianquinto e executada pelo doutorando Nicola Michelon, que juntamente com a Lucrécia já cooperaram no desenvolvimento de atividades hortícolas no município de Teresina em parceria com a Fundação Padre Antonio Dante Civiero – FUNACI, com projetos de pesquisa e ação sociais junto à agricultura familiar, nos quais a aluna Lucrécia Pacheco Batista participou como estagiária durante sua formação em Técnica em Agropecuária pela Escola Família Agrícola do Soinho (2009).”, comenta.

Lucrécia Pacheco e sua orientadora, Profa. Dra Francineuma Ponciano

Francineuma Ponciano afirma ainda que para ela é uma grande oportunidade profissional fazer parte de um projeto que dentre outros benefícios fortalece a internacionalização da UESPI. “Ele amplia os acordos de cooperação com instituições estrangeiras, bem como prepara os estudantes, enriquecendo sua formação num mundo globalizado e proporciona a aquisição de conhecimentos internacionais e interculturais para trocar experiências”, conclui.

Lucrécia Pacheco com seu orientador, Prof. Dr Giorgio Prosdocimi Gianquinto na UNIBO- Itália

Lucrécia conta com o orientador na UNIBO, o Prof. Dr. Giorgio Prosdocimi Gianquinto, que auxiliará no desenvolvimento de seus projetos na Itália.  Seu ingresso no intercâmbio foi por meio de uma carta convite que chegou a UESPI para a estudante.

O intercâmbio na UESPI

A UESPI, por meio da Coordenação de Relações Internacionais, firmou recentemente uma parceria para colaboração científica, tecnológica e cultural entre Brasil e Itália, por meio da aprovação e assinatura, em 11 de dezembro de 2017, do Protocolo de Intenções entre a Fundação Universidade Estadual do Piauí (FUESPI) e o departamento de Ciências Agrícolas da Universidade de Bologna (UNIBO) na Itália.

Essa parceria objetiva promover o Intercâmbio de professores, técnicos e estudantes da universidade e implementação de projetos educacionais de pesquisa e extensão. Considerando a importância do intercâmbio de docentes e discentes para fortalecer e ampliar os acordos de cooperação com instituições estrangeiras.

Considerando ainda, que a vivência no exterior é capaz de mudar a perspectiva de mundo dos alunos, pelos novos conhecimentos socioculturais. Além de enriquecer o próprio aluno durante sua trajetória acadêmica, pode contribuir para o fortalecimento da agricultura familiar, segurança alimentar e com o desenvolvimento técnico-científico regional por meio da adoção e transferência.

Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
comunicacao@uespi.br