Notícias

11 de Setembro de 2017

Seminário sobre pesquisa e pós-graduação tem início na UESPI

Por Jônatas Freitas

A Universidade Estadual do Piauí promove, em parceria com o IFPI, UFPI e outras instituições de ensino, o “Seminário sobre a Pesquisa e a Pós-Graduação no Piauí – Atualidades e Perspectivas”. O evento teve início na manhã desta segunda (11), com a palestra do coordenador da CAPES da área de Biotecnologia, Odir Dellagostin, e também serviu como recepção para os calouros dos cursos do Centro de Ciências da Saúde, uma vez que foi realizado no auditório do referido centro.

Mesa de honra do evento

O reitor da UESPI, Nouga Cardoso Batista, esteve no evento e mencionou o novo caminho que a universidade tem pela frente, tendo em vista o campo da pesquisa: “A UESPI, em muito diálogo com as autoridades, está querendo viver um novo momento, então agora temos o intuito de melhorar as condições de infraestrutura física, para dar um melhor suporte aos cursos de graduação, mas também o fortalecimento da pesquisa. Nós temos mais de 300 doutores, mais de 400 mestres, e com esse recurso humano disponível podemos olhar para um novo horizonte, de consolidar as pós-graduações”, garantiu.

Odir Dellagostin

Em sua palestra, Odir Dellagostin apresentou um panorama da situação da pesquisa no Piauí, com os pontos fortes e fracos, e também mostrando onde os programas de pós-graduação se encontram ranqueados nacionalmente. O pesquisador afirmou que o Piauí tem potencial para crescer na área: “O estado tem um grande potencial de crescimento, a qualidade dos programas de pós-graduação já foi demonstrada pela avaliação da CAPES, que será publicada nessa sexta-feira, e o resultado dos programas para o estado é muito bom. E é evidente que o Piauí pode criar novos programas de pós-graduação, então vejo com muita satisfação esse potencial e acho que o que falta agora é um trabalho de estruturação de propostas, de boas propostas junto à CAPES, para então aprovação e início em breve”, relatou.

O organizador do evento, Rômulo José Vieira, é professor visitante da UESPI e destacou que o mesmo serviu principalmente para integração das instituições de ensino superior participantes: “Permitiu essa união de todas as instituições que fazem pesquisa e pós-graduação aqui no estado, trabalharmos juntos, ver como estão andando essas áreas e também se informar sobre as perspectivas. Também podemos avaliar como melhorar nossos programas para que estes fiquem ainda mais fortes, já que esse é um segmento responsável pelo desenvolvimento do Piauí”, finalizou o docente.

O evento se estende até o dia 13 de setembro, e também contará em sua programação com palestras dos representantes da UFPI, IFPI, UNINOVAFAPI, Renorbio (Rede Nordeste de Biotecnologia) e FAPEPI.

Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
ascom.uespi@gmail.com