Notícias

18 de Abril de 2017

Programas de auxílios consolidados pela UESPI atendem estudantes em todos os campi

Por Vanderson de Paulo

A Universidade Estadual do Piauí oferece programas de auxílio que beneficiam a comunidade acadêmica em todos os doze campi da instituição. Os programas de auxílios oportunizam promover assistência a toda à classe acadêmica, que inclui o pagamento de bolsistas, estagiários, além de grupos de corais, dança e teatro. O programa de bolsas remuneradas conta hoje com 2.012 vagas.  Recentemente, a Administração Superior conseguiu junto à Secretaria de Fazenda do Estado (SEFAZ) que fosse estabelecido um  calendário anual do pagamento de bolsas, dando assim segurança aos bolsistas e visibilidade a toda a sociedade.

Fonte: PROPLAN. Dados de 2017

Para o Pró-reitor de Planejamento e Finanças, Prof. Dr. Paulo Henrique Pinheiro, o total de bolsas ofertados pela UESPI, equivalente a  10% do alunado, é um número expressivo. “Pela primeira vez foi implementado um calendário de pagamentos de bolsas. Entendemos isso como um avanço, dando segurança para que os estudantes recebam seus benefícios. Hoje a UESPI não deve bolsa. O investimento previsto para 2017 gira em torno de R$ 9 milhões de reais. Fizemos um planejamento para atender a reivindicação dos alunos sobre a normalização e ampliação das bolsas “, pondera.

Desde seu lançamento, os programas de auxílio contribuem para alunos no interior e em Teresina.  Hoje são mais de 1.412 bolsistas envolvidos, entre estudantes de todos os campi, que contabilizam uma série de ações que estão valorizando todo trabalho de planejamento feito. Entre os programas de assistência aos estudantes, segundo o Pró-reitor de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários, Prof. Dr. Raimundo Dutra, estão os programas de bolsas de fomento à pesquisas (PIBIC, PIBEU, residência, mestrado),  monitoria, auxílio alimentação, auxílio moradia, estágio e apoio pedagógico.

Fonte: PROPLAN. Dados de 2017

Na avaliação do Pró-reitor Raimundo Dutra, os programas executados são de extrema importância aos estudantes na UESPI. “Uma parcela considerável de alunos estão inseridos num contexto de vulnerabilidade social, que incluem a dificuldade financeira. Isso dificulta a permanência do aluno na universidade. Esses programas têm a função de contribuir para que o aluno permaneça na UESPI. Nós fazemos uma seleção rigorosa através de um serviço social ou de psicologia. Essa avaliação dará um diagnóstico a dizer se o aluno pode ser atendido pelos programas oferecidos”, afirma Dutra.

thumbnail_Captura de tela de 2017-04-18 113053

Outro importante programa voltado aos discentes é o de monitoria, cujo edital foi lançado nesta segunda (17). Ao todo, estão sendo ofertadas 600 bolsas no valor de R$ 400 reais, que já estão garantidas pela Pró-reitoria de Planejamento e Finanças da IES, para alunos de todos os cursos dos campi e núcleos, contemplando a necessidade de cada coordenação. Para 2018, estão previstas 800 novas bolsas, oferecendo um apoio ainda maior aos novos universitários. Nesse propósito, a UESPI cumpre a política de ensino estabelecida no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2017-2021.

Recentemente, os ajustes financeiros da UESPI estão sendo regularizados buscando o âmbito da eficiência institucional. Além disso, o planejamento da gestão da UESPI fez com que o auxílio alimentação dos técnicos, que era da ordem de R$ 440, tivesse um reajuste de 13%, chegando a R$ 505.

O Programa de Pós-graduação da UESPI é referência de pesquisa para o Estado do Piauí. Atualmente a UESPI disponibiliza cinco mestrados, sendo três deles em rede, em parcerias com outras universidades, e dois acadêmicos ofertados pela própria Instituição: Letras e Química.

De acordo com a Pró-reitoria de Pesquisa e Pós Graduação(PROP), há edital aberto ofertando 205 bolsas, cujas inscrições vão até dia 19 de maio de 2017. A seleção é voltada para o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e Desenvolvimento Tecnológico (PIBIC) e  o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITII). Existe ainda a previsão de abertura de edital com novas vagas para os dois mestrados (Letras e Química) a partir do dia 10 de outubro de 2017.

O Mestrado em Química da UESPI oferta 8 bolsas de pesquisa. No último edital, foram ofertadas 16 vagas, sendo que a metade são bolsistas. Enquanto que o Mestrado Acadêmico em Letras oferta 9 bolsas através da Capes, para as 27 vagas.

Todas estas ações internas postas em prática congregam o compromisso da UESPI em articular e promover melhorias para a comunidade acadêmica. O processo administrativo, financeiro e acadêmico vem suscitado incentivos adicionais que devem ser propostos para ações individuais ou coletivas de financiamento aos alunos, dentre as quais, a concessão de bolsas a estudantes de graduação e pós-graduação. Essa é uma solução simples e que deve ser concedida com veemência, pois além de exacerbar a qualidade no ensino, leva em consideração o impacto de uma Universidade pública e gratuita para o progresso do Estado, visando à excelência no ensino e na pesquisa, à participação em atividades de extensão, aos atendimentos à comunidade externa e aos esforços para maior reconhecimento internacional.

 

Fonte:
Assessoria de Comunicação - UESPI
ascom.uespi@gmail.com